Home / Tratamentos / Dependência Química / Projeto de Intervenção Psicológica em Dependência Química

Projeto de Intervenção Psicológica em Dependência Química

A afetividade como a possibilidade de evitar  a Dependência Química

Esse trabalho procura discutir a afetividade como a possibilidade de evitar e reverter dificuldades relacionados a dependência química.

Neste processo foram consultados autores que falavam sobre a afetividade; desde o conceito até a sua importância no desenvolvimento da personalidade humana;  a sua dinâmica no contexto familiar e sua função na construção do sujeito.

Esta pesquisa problematiza a possibilidade de identificar fragilidades nos vínculos afetivos intra-familiares e a possibilidade de estarem associados aos casos de dependências quimicas.

Este estudo aconteceu no decorrer do ano de 2013 e todos os voluntários faziam uso ou eram dependentes de drogas lícitas. Como metodologias desta tese e agora do meu trabalho, foram utilizados:

 

TESTE PSICOLÓGICO
ENTREVISTA SEMI DIRIGIDA ( História de vida desde infância, início do uso, relações familiares e formação dos vínculos afetivos)
SESSÕES PSICOLÓGICAS EM TORNO DO TEMA
DEVOLUTIVA DOS RESULTADOS ( quantitativos e qualitativos da pesquisa)

Sobre Rosana Aparecida

Rosana Aparecida
A Psicóloga Rosana Aparecida Costa CRP 06/82997 é a responsável técnica da área da psicologia, está formada há 10 (dez anos), possui experiencia na área clínica desde a formação e é pós graduada em Psicopatologia e Dependência Química.
Clinica Psirac - Desenvolvido por Anderson Raposo