Home / Psicologia / Psicoterapia Infantil – Ludoterapia

Psicoterapia Infantil – Ludoterapia

O desenvolvimento da personalidade de todos os seres humanos são, “em grande parte”, o  resultado das experiências do seu contexto e da sua história de vida.

Na fase inicial da sua vida, ou seja, na infância, o ser ainda não possui a maturidade para compreender, elaborar ou significar muitas das vivências do seu dia a dia. Com o tempo muitas crianças começam  a apresentar “sintomas que demonstram que algo não está bem no seu desenvolvimento”.

Ex:

Mudanças no contexto: Alterações de endereço ou escola, separação de pais, doenças na família, dificuldade em elaborar perdas ou lutos, nascimento de um irmão (a), bullyng, etc.

Dificuldades cognitivas É a inibição no seu processo de aprendizagem, que muitas vezes resultam no fracasso escolar, diminuição da autoestima, introspecção, medo, culpa, DDA, hiperatividade, etc.

Dificuldades sociais: as crianças também podem apresentar “problemas comportamentais” como, por exemplo, compulsão alimentar, anorexia, bulimia, agressividade, impulsividade, dificuldade em conquistar e manter as relações interpessoais, adaptar-se a ambientes diferentes, controlar a frustração, obedecer a regras, etc.

A Psicoterapia Infantil é aconselhada para auxiliar a criança nas suas dificuldades, pode ser feita em qualquer idade e em várias situações.

A ludoterapia é a metodologia terapêutica ocupacional que favorece a criança a expressar os seus conteúdos internos, proporciona o desenvolvimento nos seus aspectos criativos, expressivos, cognitivos e sociais.

Alguns casos devem ser analisados por equipes multidisciplinares, ou seja, Neuropsicológos, Psicopedagos, Psiquiatras, Fonoaudiólogos, Nutricionistas, etc.

Durante a psicoterapia Infantil será fundamental que os pais ou responsáveis participem ativamente do processo; o intuito é orientar e amenizar os seus temores frente à dificuldade da criança, promover reflexões a respeito dos seus sintomas, fortalecer os vínculos familiares, proporcionar bem estar e qualidade de vida para todo o contexto.

 

    Eu Rosana, a psicóloga responsável pela clínica quero compartilhar com os pais e responsáveis das crianças, esta excelente reflexão do  “Rubens Alves”

Rubem Alves fala sobre alguns DIREITOS DAS CRIANÇAS que ele aprendeu em um dos muitos congressos que compareceu ….

“1. Direito ao ócio: Toda criança tem o direito de viver momentos de tempo não programado pelos adultos.

2. Direito a sujar-se: Toda criança tem o direito de brincar com a terra, a areia, a água, a lama, as pedras.

3. Direito aos sentidos: Toda criança tem o direito de sentir os gostos e os perfumes oferecidos pela natureza.

4. Direito ao diálogo: Toda criança tem o direito de falar sem ser interrompida, de ser levada a sério nas suas idéias, de ter explicações para suas dúvidas e de escutar uma fala mansa, sem gritos.

5. Direito ao uso das mãos: Toda criança tem o direito de pregar pregos, de cortar e raspar madeira, de lixar, colar, modelar o barro, amarrar barbantes e cordas, de acender o fogo.

6. Direito a um bom início: Toda criança tem o direito de comer alimentos sãos desde o nascimento, de beber água limpa e respirar ar puro.

7. Direito à rua: Toda criança tem o direito de brincar na rua e na praça e de andar livremente pelos caminhos, sem medo de ser atropelada por motoristas que pensam que as vias lhes pertencem.

8. Direito à natureza selvagem: Toda criança tem o direito de construir uma cabana nos bosques, de ter um arbusto onde se esconder e árvores nas quais subir.

9. Direito ao silêncio: Toda criança tem o direito de escutar o rumor do vento, o canto dos pássaros, o murmúrio das águas.

10. Direito à poesia: Toda criança tem o direito de ver o sol nascer e se pôr e de ver as estrelas e a lua.”

  … E aí eu “Rubem Alves ” pedi às crianças licença para acrescentar o décimo primeiro direito:

11. Todo adulto tem o direito de ser criança.

 

E eu Rosana Costa quero completar esta página com mais estas duas frases que adoro:

Brincar pode servir de terapia, atuar como medicamento e proporcionar a cura de maneira natural, com bom humor, alegria e totalidade. “Robert Holden”

Adultos bem sucedidos, em sua grande maioria foram crianças bem sucedidas. O verdadeiro objetivo não é crescer para deixar de ser criança, e sim crescer com a criança… “Alexander Chase”

Quando a brincadeira deixa de fazer parte da vida, está na hora de buscar ajuda, não importa a idade.

A nossa Clínica está a disposição para ajudar a criança e todo o seu contexto a amenizar o sofrimento e buscar bem estar e qualidade de vida.

Para maiores esclarecimentos favor entrar em contato com a nossa clínica, teremos o imenso prazer em atende-los!

Psicóloga Rosana Costa

(11) 3582 1271 / (11) 3582 1295

(11) 99770 0327 (whatsApp)

Sobre Rosana Aparecida

Rosana Aparecida
A Psicóloga Rosana Aparecida Costa CRP 06/82997 é a responsável técnica da área da psicologia, está formada há 12 (doze anos), possui experiencia na área clínica desde a formação e é pós graduada em Psicopatologia e Dependência Química.

Check Also

Psicoterapia para adolescentes

A adolescência é um ótimo período para iniciar a psicoterapia. É uma fase de grande …

Clinica Psirac - Desenvolvido por Anderson Raposo